Esporte e Notícia

terça-feira, 17 de setembro de 2013

Para frear a recuperação do São Paulo, Atlético terá que aplicar 'jogo de paciência'

Ronaldinho Gaúcho costuma se dar bem em SP
Saber jogar sem a bola será fundamental para o Atlético nesta quarta-feira. O São Paulo abusa da troca de passes e da posse de bola, principalmente atuando no Morumbi.

Os números mostram o desafio do Galo para o duelo. O Tricolor é o time que mais troca passes e que mais fica com a bola em todo o Campeonato Brasileiro, segundo dados do Footstats. Mesmo com a troca de técnicos – saída de Paulo Autuori e entrada de Muricy Ramalho – a característica se mantém.

O São Paulo troca, em média, 364,8 passes certos por jogo. São 14 a mais que o segundo colocado no quesito, Internacional. O Atlético é o 10º lugar neste fundamento, no Brasileirão, com 298,6 passes corretos por partida. Em média, são 399 passes do Tricolor por jogo, com 91,4% de acerto.

Como consequência, o São Paulo fica muito com a bola. São 16:58 minutos por jogo, em média. É o clube que mais tem posse de bola no Brasileirão. O Galo é o 10º no quesito, com 14:14 minutos.

No entanto, o “jogo chato” do São Paulo tem sido pouco objetivo. O adversário do Galo é o 9º que mais finaliza no campeonato. Além disso, é dono do segundo pior ataque.
leia mais: Contra São Paulo passador e de posse de bola, Atlético terá 'jogo de paciência' - Atlético-MG - Superesportes

Arquivo do blog

Seguidores

Analytics